sábado, 23 de maio de 2009

Mundo dos sonhos...

Quero andar descalço na calçada, ver alguém juntar um papel do chão, quero sentir a lágrima secando, ver alguém pedir perdão. Quero andar de noite no sereno, enxergar a lua prateada, quero ser a rosa mais bonita, enfeitando a escuridão. E quando o sol nascer, bater mais forte, em cada rosto, eu vou estar do jeito que eu sonhei... Quero andar de noite no sereno, enxergar a lua prateada, quero ter a rosa mais bonita, ver alguém fazendo amor. Quero andar descalço na calçada, ver alguém juntar um papel do chão. Quero sentir a lágrima secando, enxugando a escuridão.

Algo me fez pensar nos dias tristes que passei. A lágrima no olhar me fez pensar nos sonhos que eu deixei de ter...

(Anna Lógica, inspiração pro blog Telégrafos da Lua)

Depois da curva


Amanhã, talvez
Esse vendaval faça algum sentido

Dá pra se dizer

Qualquer coisa sobre todo mundo


Por hoje é só

Vou deixar passar a ventania

Talvez amanhã
Vento, vela e velocidade
Mar azul, céu azul sem nuvens

Logo ali depois da curva
Ali, logo ali,

Ali depois da curva


Amanhã talvez

Esse temporal saia do caminho

Dá pra escrever

O papel aceita toda qualquer coisa


Por hoje é só
Vou deixar passar a tempestade

Talvez amanhã

Água pura e toda verdade


Mar azul, céu azul sem nuvens

Logo ali depois da curva

Ali, logo ali,

Ali depois da curva


Ali, logo ali,

Ali depois da curva

Ali, logo ali


Eu vi, eu vim, venci a curva

terça-feira, 19 de maio de 2009

Anjos e Demônios


Recomendo a todas as pessoas que AMARAM "O Código Da Vinci" e que ADORAM o Tom (gatíssimo) Hanks. Sou péssima pra descrever filmes, mas digo que é sumpreendente e contagiante do início ao fim. =)


Aromática


Eram quase 19 horas. Eu estava a caminho do trabalho da minha mãe, correndo contra o tempo, afim de lugar nenhum. Com uma chuvisca fria, daqueles dias de inverno frios, gelados, ventando sobre o pescoço, bem por baixo de um cachecol. No fim da rua, relógio. Marcavam 18 e 55.

No começo, apenas era mais um dia, de uma rotina corrida, entre tantas outras pessoas que ali na rua iam e vinham, como eu, simples cidadã. Logo apareceu a diferença...

Senti um aroma estranho, um aroma saudoso, de passado no ar e no meio do passado um pingo de nostalgia, nostalgia boa, doce, carinhosa. Logo vi que conhecia aquele cheiro que tanto me "tocou".

Lembrei exatamente de algumas memórias que pra sempre irão ficar. Lembrei que o tempo é o dono da razão, mas que ele jamais traria de volta um tempo bom, um tempo amigo, que me dava risadas e choros de presente, bons e ruins. Lembrei de uma história, uma intenção. Lembrei de músicas, fases... Lembrei de mim mesma.


sexta-feira, 15 de maio de 2009

Sexta-feira 15


Eu adoro acordar, tomar um banho quentinho, sair de casa, sem pressa, sem esquecer nada... Comer um doce, acompanhado de suco de maracujá, ler o jornal e ver só notícias boas.

Ilusão? Não é. Basta enxergar o que se quer ver, o que se quer sentir. O doce das coisas não está num jornal (apenas nele), mas sim nas pessoas que fazem ele acontecer. Um poema que seja publicado por um leitor, ou então uma piada enviada por email, fotos na coluna social de pessoas que tu nunca viu na vida... Horóscopo, relatando como será teu dia, qual a cor que tu deve usar pra atrair boas vibrações, há quem não acredite e há que não saia de casa sem ler. A página policial contando que os bandidos mais perigosos da cidade foram presos ontem à noite em flagrante. A gripe suína não vem pra cá! Campanha de vacinação contra a febre amarela. Show da Fresno no sábado. Foto de um amigo publicada na página principal do caderno...

O jornal é tudo isso. E não só isso. É o que eu quero ver, o que eu posso absorver pro meu dia ser melhor. Coisas ruins existem em todo lugar, por isso leia o jornal, pra fazer o papel de violência travestida e seja uma pessoa como eu. Simples leitora. Simples papel. Simples 1,50. Simples Agora. Grande sonho. Grandes planos.


Yeah!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

O frio!


Eu sei que já postei em vários lugares (fotolog, orkut, twitter, etc) sobre o frio, mas é que me encanta tanto que sempre há algo pra falar sobre a minha estação do ano favorita!

Ver as pessoas na rua, com cachecóis, mantas coloridas, umas mais saturadas que as outras... Pessoas querendo estar em casa, embaixo de um edredon quentinho, com uma xícara enorme de chocolate quente e muito merengue... Ou então assistindo a sessão da tarde, um filmezinho de 15 anos atrás, onde a Xuxa via duendes e até entrava num mundo surreal... Até a gripe fica bonita no inverno...

Inverno faz a gente viajar, nem que seja na maionese. Faz a gente namorar. Faz a gente querer estar juntinho num abraço. Faz a saudade aumentar. Faz os banhos ficarem menos prazerosos. Faz as mãos incharem. Faz a preguiça aumentar. Faz o quarto ficar mais bagunçado. Faz a gente estudar muito mais. Nhac!

Tragam logo julho pra mim???

=)
Brrrrrr... 9ºC

quarta-feira, 13 de maio de 2009

15 minutos

São 17:45 e logo estarei indo pra minha casinha estudar química orgânica... Parece chato, mas é divertido. Veja por um lado: ontem estava eu aqui reclamando da vida, da correria do cotiano, mas hoje fico feliz em estar aqui, viva, feliz, contente, em paz... Algumas coisas na vida a gente não deve se conformar mesmo, mas sim entender. Aceitar jamais! Mas entender sempre...

Chuvinha boa de fim de tarde, ninguém pra atender... Tava com uma vontade ENORME e gigante de comer pão de queijo. Mas não é qualquer pão de queijo. Era o pão de queijo do Posto aqui do Cassino, um pãozinho na hora, quentinho, ótimo pra comer com uma copinho de guaraná no friozinho. Nhuuum...

Agora vou pra casa. Já se passaram 4 minutos e eu preciso arrumar as minhas coisas. Não desistam de mim!

Sério.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Sinais de fogo

Sabe aquela vida bagunçada, com livros e cadernos empilhados na estante, junto com vários copos sujos de suco MIX da Tang, copinhos de iogurte de banana e colher de chá lambuzada? Noites mal dormidas, roupas perdidas, tênis cinza, muita noz de cola e desprazer... Sem contar as provas, trabalhos, horários a cumprir... Ou então o recado que eu não dei, o casaco que eu não peguei antes de sair de casa, a chuva em que me molhei toda pra chegar ao trabalho...

É.
Vida desorganizada sempre foi. Agenda. Esqueço de ler. Mas agora esgotou todos os limites de desordem... Causas eu tenho. Motivos tmb. Justificativas não.

Um rumo... Uma diversão... Um motivo alegre e contente que faça eu realizar todas as minhas missões de 2009 em paz!

E sim, vou conseguir! =)

Ouvindo Distúrbios do amor e rock... Ou aguma coisa parecida.
Yeah!

sexta-feira, 8 de maio de 2009